Mãos trocando dinheiro viagem internacional. Mãos trocando dinheiro viagem internacional.

Veja nossas 6 dicas sobre dinheiro para sua viagem internacional!

6 minutos para ler

A viagem internacional, além de gerar muita expectativa, sempre demanda um planejamento especial e, consequentemente, gera certa apreensão para atender todas as exigências do país de destino. As pessoas acabam por ficar com muitas dúvidas, e uma das principais é com relação ao dinheiro. 

Afinal, além de ninguém desejar perder dinheiro em uma transação malfeita, é importante fazer uma estimativa realista de gastos e manter o controle sobre as finanças para não estourar o orçamento durante a viagem. 

Pensando nisso, preparamos este artigo com 6 dicas relacionadas a dinheiro para sua viagem internacional, para que você se previna e tenha mais segurança. Acompanhe!

1. Defina a quantia de dinheiro em espécie para levar

A primeira diz respeito ao valor em dinheiro para a viagem internacional. Procure sempre usar a moeda local do país onde você estiver. Mesmo que você não leve a totalidade do valor, optando por parte em dólar, sempre haverá situações em que aceitam somente a moeda do destino, como nos casos de estabelecimentos pequenos, comerciantes de rua, transporte público, por exemplo. 

Conhecido esse ponto, o próximo é verificar o valor total a ser gasto durante a sua estadia no exterior para acertar no câmbio. Você precisa estimar todos os seus gastos, sendo extremamente detalhista para não deixar nada de fora. Na sua lista, comece incluindo quantias máximas que você está disposto a gastar diariamente em alimentação, além de transporte e acesso a pontos turísticos. Não se esqueça de incluir valores para compras e emergências.  

2. Pesquise o melhor momento para comprar a moeda do destino

Antes de fazer o câmbio, você precisa acompanhar a sua evolução, pois ele tem altas e baixas, para fazer a troca no momento certo. Você pode seguir essa variação por meio de dados disponibilizados pelo Banco Central, além de pesquisar as casas cambiais da sua cidade e conferir os valores que elas vêm praticando. Procedendo desse modo, você garante que chegará à melhor cotação da moeda que deseja. 

Outra sugestão válida é observar a circulação da moeda no Brasil. Se ela for baixa aqui, vai ser difícil encontrar corretoras que a comercializem, e o valor será bem alto. São consideradas moedas fracas no Brasil: pesos (chilenos, colombianos, argentinos, uruguaios e mexicanos) e soles peruanos, por exemplo.

O ideal é deixar para adquiri-las no seu destino, sendo fácil encontrar instituições de câmbio em aeroportos, embora ali o câmbio costume ser mais caro. Evite, também, comprar moeda nos finais de semana e em lugares próximos a pontos turísticos, para não perder dinheiro.

3. Use cartão de crédito ou pré-pago na viagem internacional

Quem se sente incomodado com a falta de segurança e de praticidade em carregar um alto valor em espécie opta por usar cartão de crédito. Contudo, esquece-se da elevada taxa de IOF cobrada, além de ficar sujeito às oscilações do câmbio que sempre surpreendem negativamente na chegada da fatura. 

Uma alternativa às duas opções anteriores é o cartão pré-pago, também conhecido como travel money, que é equivalente a um cartão de débito. Com ele, você pode fazer saques em caixas eletrônicos e pagamentos em estabelecimentos comerciais. Ele traz vantagens como: mais segurança em comparação ao dinheiro em espécie (ainda tem a possibilidade de ser bloqueado), não tem variação cambial, possibilidade de acompanhamento dos gastos por meio de extratos, entre outras. 

Ainda, se você não prever adequadamente os gastos e carregá-lo com valor insuficiente antes da viagem internacional, alguém pode fazer nova recarga do Brasil. Todavia, o ponto negativo dele é que cobra o IOF similar ao do crédito.

4. Saiba como fazer saques na viagem internacional

Uma dúvida compartilhada por muita gente é sobre a possibilidade e facilidade de fazer saques no exterior. A boa notícia é que o saque da sua conta por meio de caixas eletrônicos é possível, sim, além de ser fácil e seguro. Primeiramente, você deve garantir que seu cartão esteja desbloqueado para uso no exterior e verificar se é da modalidade internacional e o limite para saque.

Sugerimos que você pesquise, antes de viajar, onde há caixas eletrônicos disponíveis. Eles costumam estar localizados em espaços estratégicos, como aeroportos, rodoviárias, hotéis, postos de combustíveis e shoppings, e são identificados pela sigla ATM, que quer dizer automated teller machine. Lembramos que existe a possibilidade de ser cobrada uma taxa em dólar de gerenciamento do caixa eletrônico, outra da operação pelo seu banco, além do IOF.

5. Atente-se à declaração do dinheiro da viagem

Sempre que você portar uma quantia superior a 10 mil reais, ela deve ser declarada junto à Receita Federal. Caso você esteja levando moeda estrangeira, precisa fazer a conversão, pois a declaração deve ser em real, e checar se o valor passou o limite para ser declarado.

Para o caso da conversão, você precisa guardar os comprovantes da compra na casa de câmbio para comprovar a taxa paga no dia da aquisição da moeda. E a eventualidade da não declaração pode acarretar a apreensão do dinheiro excedente. O processo é simples, podendo ser feito no site oficial da Receita Federal, além de autoatendimento em aeroportos. Portanto, não há razões para não cumprir a legislação.

6. Providencie um seguro-viagem

Não podemos finalizar este post sem mencionar a importância de ter um seguro-viagem para evitar que imprevistos saiam caro. Quem faz uma viagem está sujeito a contratempos, problemas de extravio da bagagem e emergências médicas. 

Alguns países, inclusive, exigem esse seguro obrigatoriamente, como é o caso da maioria dos europeus, enquanto para outros, como os Estados Unidos, é opcional. Você pode contratar e obter todas as informações sobre o seguro-viagem em agências, companhias aéreas e, até mesmo, no seu banco.

Como você pôde perceber ao longo da sua leitura, existem procedimentos essenciais para a garantia do sucesso da sua viagem internacional. Certamente, seguindo as dicas que revelamos neste post, você garantirá uma experiência incrível.

Se você achou o conteúdo relevante, ajude seus amigos a se saírem bem em uma viagem internacional, compartilhando essas informações nas suas redes sociais!

Posts relacionados

Deixe um comentário