destinos internacionais baratos destinos internacionais baratos

Destinos internacionais baratos: 3 lugares para ir com pouco no bolso!

5 minutos para ler

Conhecer novas culturas é um dos principais atrativos de viajar para o exterior, mas muita gente fica receosa de investir em uma viagem para outro país, com medo de encontrar preços salgados e gastar demais lá fora. Nessas horas, o segredo é buscar destinos internacionais baratos. Afinal, dá sim para realizar uma viagem dos sonhos com um orçamento enxuto.

Confira abaixo 3 lugares incríveis para visitar com pouco no bolso.

1. Colômbia

  • Moeda local: peso colombiano

Pontos turísticos

Os pontos turísticos colombianos estão concentrados nas cidades de Medellín e Bogotá. Na capital, o Museu do Ouro é um dos mais procurados. É a maior coleção de trabalho em ouro da América do Sul pré-hispânica, com um acervo de 55 mil peças. Outra atração é a Catedral de Sal, localizada dentro das minas Zipaquirá, conhecida pela beleza e suntuosidade.

Já em Medellín, passeie pela Plaza Botero, no centro da cidade. Ali, estão expostas permanentemente 27 esculturas do artista colombiano Fernando Botero, aclamado em todo o mundo por suas obras de forte crítica social.

Por que é barato

Além de a moeda brasileira estar mais valorizada (R$ 1 equivale a cerca de 600 pesos colombianos), dá para encontrar passagens aéreas em conta. Com menos de R$ 3 mil, é possível comprar trechos de ida e volta, dependendo do período escolhido.

No país, você consegue encontrar boas refeições por cerca de R$ 30 e pagará ainda mais barato em lanchonetes ou comida de rua. Os passeios não costumam ser caros e muitas atrações são ao ar livre, ou seja, gratuitas.

Curiosidades

Durante muito tempo, especialmente no auge do narcotráfico nas décadas de 1980 e 1990, a Colômbia era um país muito violento, e por isso turistas evitavam viajar para lá. Hoje é considerada segura e inclusive mansões e fortalezas de antigos chefes de cartéis, como o famoso Pablo Escobar, foram transformadas em atrações turísticas e abertas para visitação.

Outra curiosidade que você talvez não saiba: o café colombiano é um dos mais apreciados da América do Sul. O país é o segundo maior produtor do mundo, ficando atrás apenas do Brasil. Inclusive, é possível visitar o Ejo Cafetero (Eixo Cafeteiro).

2. Chile

  • Moeda local: peso chileno

Pontos turísticos

A capital Santiago é um dos destinos preferidos de quem viaja para o Chile, por conta de sua estrutura limpa, arborizada, com um sistema de metrô eficiente (o que também reduz gastos com transporte privado) e pontos turísticos variados.

Ao visitar a cidade, você conhecerá edifícios históricos, museus e belos parques com visões panorâmicas. O país também é famoso por suas vinícolas, com a possibilidade de experimentar vinhos e desfrutar de ótimas refeições.

Por que é barato

Na conversão, R$ 1 compra cerca de 140 pesos chilenos. Você consegue encontrar passagens aéreas entre R$ 800 e R$ 1000 ida e volta (de novo, dependendo dos pontos de partida e chegada e da alta ou baixa temporada). No mais, o Chile se assemelha bastante a outros países latinos em termos de preços. Boas refeições em um restaurante, com vinho, saem por cerca de R$ 30 a R$ 50.

Curiosidades

Se você é fã de arquitetura e paisagismo, vai adorar saber que a maior piscina do mundo está no Chile. Localizada no resort San Alfonso Del Mar, na cidade de Alfarrobo, a 120 quilômetros de Santiago, a piscina tem 1 quilômetro de extensão e 115 metros de profundidade (mais ou menos o equivalente a 20 piscinas olímpicas).

3. Hungria

  • Moeda local: florim

Pontos turísticos

Uma ótima escolha para casais apaixonados ou para quem gosta de uma cidade com ampla oferta de cultura e restaurantes, Budapeste oferece atrações para todos os gostos. De dia, você pode aproveitar os passeios por museus e exposições de arte (muitas delas ao ar livre, gratuitas). À noite, a boa pedida são os ruin bars, bares dentro de prédios muito antigos.

Por que é barato

Budapeste é um ótimo destino para quem quer conhecer a Europa sem gastar muito. O real vale cerca de 60 florins e os preços saem mais em conta do que em outros países da zona do euro.

O mais caro dessa viagem provavelmente será a passagem de avião, mas ainda assim você pode encontrar promoções e reduzir custos. Por lá, restaurantes famosos, como o Menza, oferecem pratos executivos a menos de R$ 20, o ticket de metrô é R$ 4, e diárias de hostels saem por R$ 25.

Curiosidades

Cortada pelo rio Danúbio, Budapeste tem uma espécie de divisão entre Buda, à margem direita do rio, e Peste, à margem esquerda. Enquanto Buda consiste em uma área mais histórica, com o centro antigo, Peste tem avenidas largas e muitos prédios, além de maior concentração de comércio e serviços.

Optar por destinos internacionais baratos é uma ótima saída para quem deseja viajar para o exterior, mas não pode gastar muito. Com um orçamento bem definido e um roteiro prévio, você pode realizar sua viagem dos sonhos.

Gostou da nossa lista de destinos internacionais baratos? Compartilhe-a nas redes sociais para que seus amigos conheçam esses lugares fantásticos e acessíveis para qualquer bolso!

Posts relacionados

Deixe um comentário