como sacar dinheiro no exterior como sacar dinheiro no exterior

Dúvida: como sacar dinheiro no exterior? Explicamos para você!

4 minutos para ler

Se você pretende fazer uma viagem internacional, sabe que uma das preocupações de todo viajante é com o dinheiro, certo? Vale a pena ter um cartão de crédito? É seguro levar uma quantia muito grande em mãos?

Uma das maneiras mais econômicas e práticas de resolver isso é usando o caixa bancário. Além de facilitar o acesso à moeda local, esses equipamentos podem ser facilmente encontrados em hotéis, pousadas e centros comerciais.

Nesse post, nós vamos detalhar todos os passos de como sacar dinheiro no exterior. Confira abaixo!

Onde fazer o saque?

O saque pode ser feito em qualquer caixa eletrônico, que em geral, no exterior, estão identificados pela sigla ATM. Você deve observar se a bandeira do cartão que você vai usar para sacar (Master ou Visa) está gravada em algum lugar do equipamento. Geralmente, máquinas com a bandeira Cirrus aceitam Master e, com a bandeira Plus, Visa. Caso seu cartão seja American Express, você pode procurar por caixas dessa rede, lá fora conhecida pela abreviatura Amex.

Também é possível sacar em caixas do seu próprio banco, caso ele tenha operação internacional, como o Santander. Vale verificar isso com seu gerente antes de sair do Brasil.

Com quais cartões?

O cartão que você utilizará para saque deve estar habilitado como internacional. Geralmente, os cartões (de débito ou crédito) que já operam com esse serviço vêm com a inscrição international. Se não, você precisará solicitar um cartão internacional ao seu banco. Recomenda-se fazer isso com pelo menos 15 dias de antecedência, para evitar problemas de liberação.

Você pode optar tanto por um cartão de débito (nesse caso, o saque é debitado direto da sua conta corrente, adicionadas as taxas da operação) ou de crédito (o saque será cobrado na fatura do seu cartão de crédito com a cotação da moeda do dia do saque, acrescido de taxas).

Quais as taxas incidentes?

Ao optar pelo saque no exterior, o dinheiro retirado poderá sofrer a cobrança das seguintes taxas:

  • taxa do caixa estrangeiro (a maioria dos equipamentos cobra um valor pela operação realizada, de cerca de US$ 4);
  • IOF (é o Imposto sobre Operação Financeira, de 6,38% sobre o valor sacado, tanto no crédito quanto no débito);
  • custo do saque cobrado pelo seu banco (cobrado em reais, com variação de valores de banco para banco).

Por isso, ao sacar, vale a pena retirar uma boa quantia para que as taxas fixas (taxa do caixa estrangeiro e custo do saque cobrado pelo banco) caiam sobre o dinheiro uma vez só.

Quais são as vantagens de sacar no exterior?

A principal delas é a segurança. Ao sacar no exterior, você evita levar grandes quantias do Brasil e viajar com muito dinheiro em mãos. Se seu roteiro de viagem passa por capitais e grandes cidades, você terá acesso fácil a caixas eletrônicos.

Além disso, você consegue sacar direto a moeda local. Por isso, se estiver em um país cuja moeda não é o dólar ou euro, você não precisa fazer a conversão duas vezes (do real para dólar e então para o iene, por exemplo, moeda japonesa). Estima-se que esse tipo de conversão gera perdas de até 15% no valor do dinheiro.

Quais são as desvantagens de sacar dinheiro no exterior?

Poucas são as desvantagens de sacar dinheiro no exterior. Uma delas pode ser o fato de não encontrar caixas eletrônicos tão facilmente se você pretende viajar para locais remotos, seja na América do Sul ou em outros continentes, como desertos, zonais rurais ou cidades afastadas dos grandes centros. Mas ainda assim, nesses casos, você pode levar uma quantia em mãos para gastar nos primeiros dias e, depois, procurar um ATM em aeroportos, hotéis ou shoppings, conforme continua sua viagem.

Quais os cuidados ao sacar dinheiro no exterior?

Quando for sacar dinheiro no exterior, procure lugares movimentados, como shoppings ou hotéis, ou que tenham cobertura da polícia. Também evite compartilhar sua senha com companheiros de viagem, especialmente se estiver em excursões.

Quem sabe como sacar dinheiro no exterior acaba tendo um recurso a mais além das casas de câmbio. Isso é ótimo porque as taxas no ATM podem ser menores, e a disponibilidade desses equipamentos costuma ser maior. Assim, você evita passar perrengue e curte sua trip tranquilo!

Gostou das nossas dicas para sacar dinheiro na sua próxima viagem? Curta nossa página no Facebook para ter acesso a outros conteúdos como este!

Posts relacionados

Deixe um comentário